Saúde do Homem

A Fertilidade Masculina e o exame de Espermograma

Ginoferty

Nos casais inférteis, o fator masculino é o único responsável em cerca de 20% dos casos e contribui em outros 30-40%. Por isso, é indicada uma investigação completa da fertilidade do homem, que inicia com a avaliação feita por um urologista ou especialista em reprodução masculina. O principal exame solicitado é o espermograma.
Trata-se de um exame laboratorial que analisa a qualidade do sêmen. O exame é realizado quando existe alguma condição física, imunológica ou genética que possa alterar as condições espermáticas e interferir na fertilidade masculina. Ele é feito a partir de uma amostra coletada por meio de masturbação e avalia desde o aspecto do ejaculado em si, até a quantidade e as condições dos espermatozoides. Esta análise é feita de acordo com critérios definidos pela Organização Mundial da Saúde. 

Quais problemas e alterações podem ser identificados pelo espermograma?

Os dados encontrados no espermograma podem ajudar a diagnosticar as possíveis causas da infertilidade masculina e outros problemas de saúde do homem, como:
• Problemas na próstata;
• Azoospermia: ausência de espermatozoides no sêmen;
• Oligospermia: baixa concentração de espermatozoide por ml;
• Astenozoospermia: quando os valores de motilidade (progressiva ou não progressiva) e vitalidade são menores do que o padrão (menos de 32%);
• Teratozoospermia: alterações na morfologia dos espermatozoides, quando valor é menor de 4% na morfologia Estrita de Kruger;
• Hipospermia: caso em que o volume de sêmen ejaculado é abaixo de 1,5 ml; 
• Necrospermia: maioria dos espermatozoides estão mortos;
• Leucocitospermia: alta concentração de leucócitos na amostra seminal;
• Crisptozoospermia: após centrifugação do volume ejaculado, são encontrados raros espermatozoides.
• Hipospermia: caso em que o volume de sêmen ejaculado é abaixo de 1,5 ml; 
• Necrospermia: maioria dos espermatozoides estão mortos;
• Leucocitospermia: alta concentração de leucócitos na amostra seminal;
• Crisptozoospermia: após centrifugação do volume ejaculado, são encontrados raros espermatozoides.