Prevenção

Diagnósticos e novos tratamentos para a rinite alérgica

Dr. Felipe Horst

“A imunoterapia é o único tratamento para a alergia que é potencialmente curador.” Organização Mundial da Saúde – OMS.

A rinite alérgica é uma doença do sistema imunológico em que o corpo produz uma resposta exagerada de defesa com sintomas como obstrução nasal, coriza, espirros, coceira no nariz, olhos e garganta para uma substância que normalmente não faz mal.  O diagnóstico e o conhecimento da causa da rinite alérgica do paciente deve ser individualizado, com a realização do “Prick Test” (teste de pele com os agentes mais comuns da rinite alérgica para testar a sensibilidade do paciente), além da avaliação de fatores anatômicos do nariz e exames sanguíneos específicos de alergia. O “Prick Test” é um exame realizado a partir dos 3 anos de idade, rápido e indolor, sendo fundamental para direcionar a imunoterapia específica a ser realizada. A imunoterapia estará tratando a sua doença alérgica, e não somente os seus sintomas, com o objetivo de diminuir suas queixas clínicas e espaçar as crises. Atualmente a imunoterapia pode ser realizada de forma sub lingual (gotas) de aplicação semanal. Conforme o uso contínuo da vacina começa-se a sentir o resultado benéfico nas crises e nos sintomas diários.

Dr. Felipe Horst
CRM-PR 30488 Otorrinolaringologista RQE 20349
- Medicina pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste
- Residência Médica em Otorrinolaringologia pela Universidade Estadual de Londrina - UEL
- Título de Especialista em Otorrinolaringologia pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial