Prevenção

Tireoide e ganho de peso, essa relação existe?

Dra. Milena Colombo Bruno

Quem nunca ouviu dizer que alguém ganhou peso por causa da tireoide? Para entendermos melhor, a tireoide é uma glândula localizada no nosso pescoço e produz os hormônios tireoidianos (tiroxina - T4 e triiodotironina -T3). Eles atuam no organismo, sendo responsáveis por regular o metabolismo e gasto calórico.

Por isso, quando temos uma diminuição na função tireoidiana, o hipotireoidismo, ocorre queda na produção dos hormônios e o metabolismo fica mais lento. Ou seja, o gasto de energia pelo nosso corpo diminui. Com isso, pode haver realmente uma dificuldade para emagrecer, e favorecer ganho de peso, devido a retenção de líquidos, que varia de três a cinco quilos.

Quando o diagnóstico de hipotireoidismo é feito e o tratamento estabelecido, há um retorno ao peso habitual. Mas, isso não é uma regra. Nem todo paciente com hipotireoidismo tem aumento de peso.  E nem todo aumento de peso é devido a problemas com a tireoide!

Por quê?

Primeiro, se tivermos hipotireoidismo, mas conseguirmos “driblar” nosso metabolismo (que pode ficar mais lento), com aumento de exercícios físicos e alimentação saudável, não iremos ganhar peso! O ganho de peso está presente em 50% das pessoas com hipotireoidismo não tratado. Ou seja, essa relação de causa (hipotireoidismo) e efeito (ganho de peso) é frequente, mas nem sempre existe.

Segundo, a obesidade é uma doença crônica com múltiplas causas, resultado da interação de genes, ambiente, estilos de vida e fatores emocionais. É importante investigar disfunções hormonais. Mas, se há estudos demonstrando que a obesidade pode ser o que provocou a mudança nos hormônios tireoidianos, aí o “jogo” inverte.  E, quando tratamos a obesidade, objetivando perda de peso de 5 a 10% do peso inicial, há normalização do desequilíbrio hormonal!

Então, respondendo a pergunta, essa relação existe? Sim. O que veio primeiro?

Para essa resposta, vale a pena consultar com um especialista e revermos toda nossa história de vida! Investigar a função tireoidiana é importante. Mas dar ênfase a hábitos de vida mais saudáveis a fim de evitar disfunções hormonais, é primordial.

 

Dra. Milena Colombo Bruno

CRM-PR 30159 / RQE 23421
• Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR)
• Residência Médica em Clínica Médica pelo Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Unioeste)
• Residência Médica em Endocrinologia e Metabologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP)
• Pós-Graduação em Nutrição Clínica e Alimentos Funcionais pela Universidade Estadual de Londrina (UEL)
• Membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia 

@dra.milenacolombo

Clínica Endonutri
45 3037-6844 | whats 99935-6822

Rua Minas Gerais, 1932 - Sala 205 - 2° andar - Ed. Unique - Centro - Cascavel - PR 

Dr. Diego Henrique Oliveira - Diretor Técnico Médico CRM-PR 23608 / RQE 2087

Hospital Dr. Lima
45 3219-1596 | whats 99943-9743

Rua Paraná, 2311 - Centro, Cascavel - PR

Dra. Lílian de Lima - Diretora Técnica Médica CRM-PR 21912 / RQE 13508