Saúde e Beleza

Otoplastia - A cirurgia da “orelha de abano”

Otorrino Santé

POR QUE OPERAR?
Bullying, ansiedade e a queda na autoestima são alguns dos problemas comumente associados com as “orelhas de abano”. Tradicionalmente, as pessoas tendem a desvalorizar queixas estéticas na criança, mas segundo estudos, na infância é quando construímos nossa autoimagem. O bullying nesta faixa etária gera alterações sociais, psicológicas e até escolares, podendo acarretar dificuldade em socialização, comportamento exageradamente tímido e aversão à escola, com possível queda no rendimento escolar.

QUANDO OPERAR?
A cirurgia estética da orelha é realizada, preferencialmente, após os seis anos. Nesta idade, a cartilagem já adquiriu mais de 90% do seu tamanho adulto. Mas isto não quer dizer que necessariamente precise operar a partir desta idade!! Outros fatores serão avaliados também, tais como o grau de colaboração do paciente, características da cartilagem, desejo da criança, entre outros.

PÓS-OPERATÓRIO
São usadas faixas no pós-operatório com a finalidade de evitar hematomas e ajudar na estabilização das orelhas recém-operadas. Elas são usadas inicialmente durante todo dia, passando depois a serem usadas apenas durante a noite nas primeiras semanas. Neste período, devem ser evitadas atividades que possam gerar traumas no local. O tempo de uso das faixas varia conforme a cirurgia e a cicatrização do paciente, acompanhada nas consultas pós-operatórias.

CURIOSIDADE
Apesar das orelhas serem nossas captadoras de sons, a cirurgia estética da orelha de abano não afeta nossa audição!


Dr. Adriano Guirado Dias Otorrinolaringologista CRM-PR 35036 | RQE 20098

www.otorrinosante.com.br
​@otorrinosanté
Rua Minas Gerais, 2162, Centro, Cascavel - PR 45 99993-2100 | 3039-2100