SAÚDE NEWS

Editorias

Prevenção

20/03/2020
O que é Labirintite?

Otorrino Santé

Labirintite é o termo popularmente usado para designar distúrbios relacionados ao nosso equilíbrio e audição. Sendo assim, uma labirintite pode significar tontura, vertigens, zumbido, desequilíbrio e outras maneiras de mal-estar. O termo correto a ser usado é LABIRINTOPATIAS, que significa DOENÇAS DO LABIRINTO. 
Os sintomas das labirintopatias aparecem porque nosso cérebro recebe informações erradas a respeito da nossa posição no espaço, geradas pelo labirinto doente, e como resultado, temos uma espécie de "alucinação do movimento". Essa alucinação pode sugerir que estamos rodando (vertigem), caindo (desequilíbrio), sendo empurrados (desvio de marcha), flutuando (falta de firmeza nos passos) ou ouvindo assobios (zumbido).
São várias as causas das doenças labirínticas. Muitas vezes, tonturas e vertigens podem significar o primeiro sinal de alguma doença importante.

Quais são as causas das doenças do labirinto?
• Doenças pré-existentes como diabetes, hipertensão, reumatismos;
• Utilização de drogas que chamamos ototóxicas, como alguns antibióticos e anti-inflamatórios, que alteram as funções do ouvido;
• Alterações bruscas da pressão que podem acontecer em mergulhos ou aviões;
• Infecções por vírus ou bactérias;
• Alterações do metabolismo;
• Doenças próprias do ouvido;
• Hábitos, como o excesso de cafeína, tabagismo, álcool ou drogas;
• Traumas sonoros;
• Problemas de coluna cervical e articulação da mandíbula;
• Estresse e problemas psicológicos;
• Traumatismos.

Como é feito o tratamento das labirintopatias?
O tratamento pode ser dividido em três fases:

1 - Tratamento dos sintomas
A primeira parte do tratamento consiste em aliviar o sintoma: a tontura. Para isso, são utilizados medicamentos sedativos, bem como repouso quando necessário. O tempo de tratamento vai depender da causa da doença e da sensibilidade individual do paciente.

2 - Tratamento da causa
O tratamento da causa é aquele que investiga e corrige o problema que gerou a doença do labirinto e está baseado na análise dos fatores de risco como: problemas metabólicos, infecciosos, reumáticos e anatômicos. Depois de um interrogatório clínico, no qual o médico procura encontrar possíveis causas do problema, poderão ser feitos exames para obter alterações que levem ao sintoma de vertigem ou tontura. Os exames complementares são de audição e equilíbrio, de sangue e radiológicos.

3 - Reabilitação do labirinto
A reabilitação é o tratamento da tontura, que pode ser utilizado com ou sem uso de medicamentos; sendo considerada a melhor opção no tratamento das labirintopatias.


Consulte o Otorrinolaringologista ou Fonoaudiólogo especialista.





Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - Cascavel/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.