SAÚDE NEWS

Editorias

Bem-Estar

20/01/2020
O que a coceira na região íntima pode indicar?

A coceira vaginal é um problema muito comum entre as mulheres. Além de ser desconfortável, em geral é constrangedora e, quando persistente, preocupante. Isso porque, assim como pode ser uma reação alérgica a um tecido, sabonete ou produto usado na lavagem das roupas, pode indicar algo mais sério. Em um primeiro momento, a coceira vaginal é geralmente relacionada à candidíase, uma infecção causada pelo fungo Candida albicans, que se aloja comumente na área genital, provocando, além da coceira, secreção e inflamação. No entanto, a coceira na região íntima pode indicar outras doenças, como:

Vaginose bacteriana
Trata-se de uma infecção provocada pela substituição das bactérias naturais da flora vaginal por bactérias patogênicas. A maioria das mulheres com vaginose não têm sintomas, no entanto, podem apresentar coceira leve ou moderada e corrimento vaginal com mau odor.

Tricomoníase
Provocada pelo parasito Trichomonas vaginalis, é uma doença sexualmente transmissível. Além da coceira, outros sintomas da tricomoníase são o corrimento amarelo-esverdeado de odor desagradável, dor na hora de urinar e durante o ato sexual.

Clamídia
É causada pela bactéria Chlamydia trachomatis, transmitida pela relação sexual. Geralmente provoca coceira, corrimento vaginal alterado, sangramento e queimação ao urinar.

Não à automedicação
Como as doenças que acometem a região íntima apresentam sintomas parecidos, é importante que a mulher obtenha o diagnóstico correto junto ao especialista antes de iniciar qualquer tipo de tratamento. Receitas caseiras e o uso de medicamentos por conta própria podem camuflar os sintomas e agravar o problema.

Fontes: https://d.emtempo.com.br/femininices/ e https://www.mdsaude.com/ginecologia/
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - Cascavel/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.