SAÚDE NEWS

Editorias

Bem-Estar

15/01/2020
Padrões nos relacionamentos

Márcia Isabel - Cursos e Terapias Sistêmicas

Para ter relações saudáveis é preciso se libertar de padrões pessoais e de gerações passadas. Ao contrário do que muitos pensam, só o amor não garante o êxito e o bem-estar numa relação afetiva. Isso porque existem crenças, medos, traumas, lealdades e padrões comportamentais inconscientes que criam dificuldade na relação entre o casal e impedem que um esteja, de fato, disponível para o outro na relação.
Experiências vivenciadas e acontecimentos ocorridos ao longo da história de vida pessoal ou, até mesmo, de gerações anteriores podem interferir e trazer grandes dificuldades para o relacionamento.
De acordo com as observações do psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, isso é a consequência da consciência moral, que nos mantém leais a destinos, histórias e padrões de comportamento vivenciados em nosso sistema familiar de maneira inconsciente.
É comum pessoas com dificuldades para se relacionar terem crenças do tipo: “os homens não são confiáveis” ou “os homens são fracos”. São mulheres que na infância ou adolescência testemunharam suas mães ou avós sofrerem devido à infidelidade de maridos ou passaram a vida ouvindo essas mulheres criticarem seus companheiros. Quando adultas, inconscientemente, se comportam como se dissessem: “se minha mãe sofre por não ter tido sorte nos relacionamentos, ou por ter sido traída pelo meu pai, então eu também não posso ser feliz. Preciso segui-la no sofrimento e na infelicidade”.
A chave para sair desse ciclo de repetições sistêmicas é desenvolver a capacidade de discernimento e autoconhecimento. Saber diferenciar o que é do sistema familiar e do que realmente são as nossas atitudes. A Terapia da Constelação Sistêmica Familiar pode te ajudar nesse processo.
 
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - Cascavel/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.