SAÚDE NEWS

Editorias

Prevenção

20/11/2019
Tratamento cirúrgico pediátrico para Fimose

 Fimose é caracterizada pelo excesso de pele (prepúcio) que recobre a glande (cabeça do pênis) e dificulta sua exposição. Esta condição é comum em bebês meninos e tende a diminuir naturalmente até os três anos de idade.
 
Quando o deslocamento não acontece espontaneamente, o tratamento indicado é a cirurgia. Nos casos de infecção urinária ou balanopostites de repetição (inflamações da mucosa que reveste a glande) recomenda-se a cirurgia antes dos três anos de idade.  Em casos mais específicos, o cirurgião pediátrico ou urologista recomendam o tratamento com pomadas. 
 
Os Principais sintomas da Fimose
 
Dor e dificuldade para urinar, podendo acarretar infecções no trato urinário e inflamação do próprio prepúcio. Os adolescentes e adultos podem sentir dor e desconforto durante as relações sexuais.
 
Como funciona a cirurgia?
 
O objetivo da cirurgia é remover o excesso de pele e principalmente remover o segmento de pele que está estreitado, impossibilitando a exposição da glande. Com isso, a limpeza local se torna mais fácil, diminuindo a chance de complicações e também a ocorrência de infecções do trato urinário, infecções locais e doenças sexualmente transmissíveis. 
 
Antes do procedimento cirúrgico, aplica-se em pacientes pediátricos a anestesia geral combinada ao bloqueio local da inervação do pênis, melhorando assim a analgesia pós-operatória. Existem duas técnicas mais utilizadas para fazer este tipo de cirurgia. A primeira consiste em retirar o excesso de pele e mucosa por meio de corte e depois suturar com pontos. Os pontos são feitos com fios absorvíveis, ou seja, com o passar do tempo eles “se soltam” sozinhos. A segunda técnica baseia-se na colocação de um anel plástico, amarrado com um fiozinho na ponta do pênis e que também cai sozinho dentro de 2 a 3 semanas de pós-operatório. A escolha da técnica depende da idade do paciente, do tamanho do pênis e também da preferência do cirurgião. 
 
Cuidados no pós-operatório
 
O principal deles é evitar a prática de esportes de contato como andar de bicicleta e jogar bola para evitar traumas no local. Nos primeiros dias podem ocorrer desconforto, sensibilidade no local e inchaço na região, mas estes sintomas desaparecem com o passar dos dias. O paciente pode urinar normalmente, tomar banho e vestir roupas como de costume. As informações neste artigo são informativas e não substituem uma consulta médica especializada. 
 
Agende uma avaliação para mais esclarecimentos! 
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - Cascavel/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.