SAÚDE NEWS

Editorias

Notícias

15/11/2018
HUOP faz captação de rins em bebê de 3 meses

O Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP) realizou no dia 09/10 a captação dos rins do bebê P.S., de três meses, que teve morte encefálica naquela madrugada. A Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante - CIHDOTT do hospital acompanhou o processo de doação desde o diagnóstico de morte encefálica até a captação dos órgãos, que foram doados para uma menina de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.
O procedimento de retirada dos rins do bebê durou aproximadamente 1h40min e foi realizado pelo médico Leandro Barros, cirurgião de fígado e pâncreas, além de especialista em transplante abdominal. Leandro explicou que a cirurgia foi delicada, devido à idade da criança. Por isso a cirurgia exigiu muita cautela para que não houvesse lesões que pudessem prejudicar o transplante para o outro paciente.
A mãe, Cíntia da Silva, refletiu bastante em relação à doação dos órgãos do seu bebê e decidiu ajudar o próximo. “A gente pensa no sofrimento da outra mãe, assim como eu sofri pelo meu filho ela também sofre pelo dela. Eu não tive essa oportunidade de salvar meu bebê, mas a outra mãe pode ter a partir da minha escolha”, diz Cíntia.
A mãe também comentou que seu filho havia sido encaminhado ao HUOP há cinco dias, pois sofria de desidratação grave, epilepsia que após quadros de paradas cardíacas, teve o diagnóstico de morte encefálica.
A enfermeira da Comissão de Transplantes, Gelena Versa, reitera ainda a importância desse órgão para a criança que irá recebê-lo: “uma criança dessa idade que precisa de um rim tem uma taxa de mortalidade altíssima. Principalmente por ser muito pequena e frágil, é inviável fazer hemodiálise. E o que salvará a vida dessa menina com certeza será o transplante, pois, provavelmente, ela não terá outra chance. Estamos todos muito felizes e emocionados com a história e a extrema bondade da família do doador”.

Referência em doação de órgãos
O HUOP é referência nacional na doação de órgãos, somente nesse ano, já realizou 47 captações, correspondendo a 70% das doações realizadas no Estado do Paraná.
A destinação do órgão doado é feita pela Organização de Procura de Órgãos e Tecidos (OPO), entidade supra-hospitalar que busca pacientes que são compatíveis em seu âmbito de atuação. A OPO realiza a avaliação das condições clínicas do doador, receptor e busca melhorias no transporte.
O diretor do HUOP, Edison Leismann, ressalta a necessidade da doação, “precisamos que as famílias tenham essa compreensão da importância da doação de órgãos, embora seja algo extremamente doloroso para a família, existe a chance de salvar outras vidas. Esse serviço é institucionalizado e integralmente apoiado pelo hospital, conta com uma equipe comprometida e capacitada, e esses 70% de doações do Paraná que saem daqui, não é por acaso”, enfatizou.
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - Cascavel/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.