SAÚDE NEWS

Eventos

Esportes

15/01/2018
Campanha Dezembro Laranja: proteja-se contra o câncer de pele

 Os meses de dezembro e janeiro são marcados pela época de férias e pela estação mais quente do ano. Neste período, a exposição solar se torna muito maior e os cuidados com a pele e proteção contra os raios ultravioletas devem ser redobrados, prevenindo desidratação, queimaduras e até mesmo o câncer de pele, tipo mais comum da doença. No Brasil, os casos tornam-se ainda mais frequentes por conta da grande incidência solar durante todo o ano e correspondem a 30% dos tumores malignos registrados no país, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).

A Organização mundial da Saúde (OMS) estima que, em 2030, haverá 27 milhões de novos casos de câncer em todo o mundo, situação que pode ser evitada com medidas simples e preventivas. A primeira orientação é que deve-se evitar o sol entre 10 e 16 horas, horário em que os raios ultravioletas estão em seu pico de radiação. Caso não seja possível, é preciso que a pessoa se proteja usando chapéus, bonés, roupas que cubram bem o corpo e principalmente utilizar o filtro solar, sendo este um dos itens mais importantes quando o assunto é proteção do sol. O correto é aplicar o filtro solar de manhã e logo após o almoço. Além disso, óculos de sol com lentes de proteção ultravioletas são importantes aliados, devendo ser usados a qualquer hora do dia.
Pensando em disseminar cada vez mais estas informações e conscientizar a população sobre a importância de se proteger do sol, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) realiza, desde 2014, o movimento Dezembro Laranja, promovendo ações em todo o Brasil. 

A dermatologista Dra. Márcia Vivan e acadêmicas
do curso de Medicina durante atendimento

Em 2017 a campanha teve o tema “Se exponha, mas não se queime”, movimentando pessoas em todo o país, além de convidá-las a compartilhar nas redes sociais uma foto vestindo uma peça de roupa laranja com a hashtag #DezembroLaranja.
 
A campanha também dedicou um dia para atendimentos gratuitos, realizados por dermatologistas membros da SBD. Em Cascavel, o “Dia C” de combate ao câncer de pele ocorreu no ambulatório do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP) no dia dois de dezembro. Em cerca de cinco horas foram realizados 140 atendimentos, seis suspeitos de câncer com agendamentos para cirurgia e 33 casos de lesões pré-cancerosas tratadas com crioterapia por nitrogênio líquido.


O dermatologista e coordenador do ambulatório do HUOP, Dr. Hirofumi Uyeda, reforçou a importância de procurar um médico especialista. “A melhor maneira de prevenir o câncer de pele é evitando a exposição solar. O melanoma, por exemplo, é um dos tipos da doença que mais atinge os jovens e pode aparecer como uma simples pinta, portanto, recomendamos que a pessoa procure um dermatologista uma vez ao ano ou sempre que observar uma anormalidade na pele”, destacou.

O coordenador do ambulatório do HUOP,
responsável pela organização da campanha
em Cascavel, dermatologista Dr. Hirofumi Uyeda
Brasil: dados preocupantes

- 106 milhões de brasileiros se expõem ao sol de forma intencional nas atividades de lazer - 70% da população acima de 16 anos;

- 60% dos brasileiros não usam protetor solar no seu dia a dia, ou seja, mais de 95 milhões de pessoas não se protegem de forma regular;

- Seis milhões de brasileiros adultos não se protegem de forma alguma quando estão na praia, piscina, cachoeira, banho de rio ou lago;

- De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), todos os anos surgem cerca de 170 mil casos de câncer de pele no país.

Autoexame do ABCDE

O câncer de pele pode se manifestar com uma pinta ou mancha, sendo que você pode realizar um autoexame que auxilia na detecção de uma lesão suspeita.

Para isso, você deve observar a regra do ABCDE.

















Proteja-se


Filtro solar
O filtro continua sendo produto de primeira importância, tanto no lazer quanto no trabalho. O correto é aplicar o filtro solar duas vezes ao dia: pela manhã e depois do almoço.

Roupas que cubram bem o corpo
As roupas auxiliam na proteção solar, a área coberta pelo tecido não sofre queimaduras e para quem trabalha sob o sol, esta proteção é muito importante.
Chapéus e bonés
Os chapéus e bonés auxiliam na proteção tanto da cabeça quanto dos olhos e para quem trabalha ao ar livre, é um equipamento de proteção individual indispensável.

Óculos de sol com lentes UV
As lentes devem oferecer proteção contra os raios ultravioletas, por isso é preciso manter distância de óculos de sol com origem duvidosa ou réplicas.

Respeitar horários
Entre 10h e 16h, os raios ultravioletas estão em seu pico de radiação. Logo, a exposição ao sol deve ser evitada nesta faixa de horário.