SAÚDE NEWS

Capa

A conquista da excelência não aconteceu por acaso

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é uma das maiores associações do mundo da especialidade, além de ser o órgão oficial da Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina que tem autonomia para conferir o Título de Especialista em Cirurgia Plástica. Somente os Membros, depois de aprovados em rigorosas avaliações técnicas, podem utilizar a nomenclatura “Membro Titular da SBCP” e fazer o uso do logotipo que expressa o “símbolo de excelência” em Cirurgia Plástica. Doutor Diego Antonio Rovaris, integra este seleto grupo de renomados cirurgiões plásticos e exerce a especialidade seguindo os princípios éticos e morais, de acordo com o regimento desta Associação, Código de Ética Médica, normas e disposições emanadas dos Egrégios Conselhos de Medicina e órgãos de classe.
A conquista da excelência e do reconhecimento profissional não aconteceu por acaso, pois de todas as especialidades da medicina, a Cirurgia Plástica é a que exige o maior tempo de formação. Foram onze anos de dedicação: seis anos como médico generalista; dois em cirurgia geral e mais três anos de residência em cirurgia plástica. O médico nasceu em Timbé do Sul, Santa Catarina, e estudou em escola pública até a sétima série.

Disciplina e persistência nunca lhe faltaram, confira uma breve retrospectiva:
  • Formou-se em Medicina na conceituada Universidade Federal de Pelotas (UFPEL);
  • Internato no Grupo Hospitalar Conceição (GHC) de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, a maior rede pública hospitalar do Sul do país;
  • Residência em Cirurgia Geral no Hospital São José de Joinville, Santa Catarina;
  • Estagiou no Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas, Curitiba;
  • Residência de Cirurgia Plástica no Hospital Federal do Andaraí, referência nacional da especialidade, bem como em tratamentos de queimados e cirurgias pós-bariátricas;
  • Curso de aperfeiçoamento no Instituto e Clínica Ivo Pitanguy.
O cirurgião participa de congressos nacionais e internacionais, é ativo na área da pesquisa, tem publicações em revistas científicas da área médica e busca constantemente o aprimoramento de suas técnicas para prestar atendimento de excelência do pré ao pós-operatório.


"O cultivo da beleza é necessário para o ser humano, importante para sua autoestima, mas no limite que promova sua liberdade e não o aprisionamento ao seu aspecto físico."


Sentir-se bem é ter saúde plena


Ter saúde vai além da ausência de patologias, é preciso também atingir um estado pleno de bem-estar e funcionalidade, abrangendo os aspectos físicos, intelectuais, emocionais, sexuais, laborativos, lúdicos, entre outros. As cirurgias plásticas são indicadas quando as particularidades físicas do indivíduo estejam provocando desconfortos e infelicidade. Manter a aparência é, sobretudo, essencial para uma boa imagem. Neste contexto, a cirurgia plástica assume um papel importante para quem busca sentir-se bem consigo mesmo. A especialidade consiste na reconstituição de partes do corpo humano e possui duas grandes áreas de atuação: Cirurgias Reparadoras, que corrigem lesões deformantes, problemas congênitos ou adquiridos devido a acidentes; Cirurgia Plástica Estética que realiza procedimentos que visam a melhora da aparência. É direito do paciente receber as informações relacionadas ao seu diagnóstico, prognóstico, riscos e objetivos da cirurgia plástica. Mas também é direito do cirurgião plástico recusar-se a realizar atos médicos que considere inapropriados.


Seios maiores: o sonho de muitas mulheres

Mamoplastia de aumento, implante de próteses de silicone ou simplesmente aumento de mama, são os nomes que denominam um dos procedimentos mais solicitados pelas mulheres nos consultórios dos cirurgiões plásticos. De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), mais de 430 mil mamoplastias foram efetuadas no Brasil em 2016, sendo que o país é o segundo colocado no ranking mundial de cirurgias plásticas estéticas.

Muitas mulheres buscam essa cirurgia por terem os seios pequenos, se sentirem insatisfeitas com o tamanho, formato ou, até mesmo, por estarem inseguras e desconfortáveis com a sua aparência. Além disso, o procedimento também é indicado para pacientes que passaram por modificações naturais na mama como redução do volume, queda, perda da firmeza ou forma da mama, alterações pós-gravidez e amamentação, entre outros. Mas, seja para correção ou para aumento, a prótese mamária valoriza a silhueta, deixa os seios maiores, mais firmes, com formato harmônico e, consequentemente, contribui para a melhora da autoestima feminina.
Se o seu desejo é colocar próteses de silicone, é importante saber algumas informações que auxiliam nesta decisão.


Os corpos são diferentes e as próteses de silicone também

Com a evolução da área médica e das tecnologias, atualmente é possível escolher próteses de silicone de diferentes tamanhos, formatos e superfícies, condições determinantes para que o resultado seja o mais satisfatório possível. Os formatos das próteses de silicone diferenciam-se entre redondo, cônico e anatômico. A superfície pode ser lisa ou texturizada e os tamanhos são diversos. Em relação à projeção dos implantes mamários variam entre perfil baixo, médio, alto e super alto.
A escolha por uma destas opções depende da preferência da paciente, mas diversos fatores também devem ser analisados pelo especialista. O cirurgião plástico verifica a altura, peso, formato do corpo, tamanho e medida das mamas em relação à proporção dos ombros, tórax e quadris da paciente. Essa avaliação auxilia na decisão do tipo de prótese, sendo muito importante para uma total harmonia corporal. Além disso, é respeitada a capacidade elástica da pele e dos seios, de maneira que as próteses sejam adequadas a todas essas medidas.





Técnicas de mamoplastia de aumento



Além dos diferentes formatos e tamanhos das próteses, para efetuar o procedimento também existem técnicas distintas. As próteses mamárias podem ser colocadas através de três incisões:

Axilar – a incisão é feita nas pregas das axilas;
Periareolar – o corte da cirurgia é feito na borda das aréolas;
Inframamária – a prótese é inserida pelo sulco mamário (logo abaixo dos seios).


Cada técnica deixa uma cicatriz que vai se tornando menos visível conforme a recuperação. Isso também depende do tipo de incisão, cuidados pós-operatórios e capacidade de cicatrização da paciente.



Posição dos Implantes
Subglandular: é a técnica indicada para a maioria das pacientes; a prótese localiza-se atrás da glândula mamária e acima do músculo peitoral;
Submuscular: a prótese localiza-se atrás do músculo peitoral maior. Indicado em pacientes com tecido mamário escasso e deixa a prótese menos marcada.

Cuidados fundamentais no pós-operatório

O pós-operatório da mamoplastia de aumento geralmente é tranquilo e pouco doloroso, porém, são necessários alguns cuidados que auxiliam para uma total recuperação. É importante que a paciente não dirija, não levante os braços e nem faça esforços durante os primeiros 15 dias. Também se orienta não erguer peso em excesso, durante três meses e não tomar sol na cicatriz por no mínimo seis meses. Outra recomendação é a utilização do sutiã cirúrgico por cerca de três meses. Outras dicas: evitar molhar o curativo, até que seja autorizada a fazê-lo, sempre lavar as mãos antes de tocar nas mamas e usar roupas de abertura frontal até retirada total dos pontos. Além disso, é fundamental realizar o acompanhamento médico de maneira correta, pois o cirurgião plástico dará as orientações primordiais para cada caso.

Principais dúvidas e curiosidades

Quanto tempo demora a cirurgia?
O procedimento cirúrgico demora cerca de uma hora e 30 minutos. Porém, é necessário um período de recuperação pós-anestésico. A paciente recebe alta somente no dia seguinte.

Como são os curativos?
Curativos elásticos e modelantes, especialmente adaptados a cada tipo de mama. São trocados diariamente pela própria paciente, sem qualquer dificuldade, a partir do 2º dia pós-operatório. A retirada dos pontos, geralmente, ocorre entre o 7° e 10° dia pós-operatório.

Qual a idade ideal para colocar próteses de silicone?
Existe uma idade mínima, logo após o fim da adolescência, pois é quando termina o desenvolvimento do corpo, sendo que a paciente precisa estar em boas condições de saúde.

O silicone utilizado nas próteses pode ser prejudicial?
O silicone usado na fabricação das próteses não causa danos à saúde, diferente do silicone industrial. As próteses com silicone médico passaram por muitos estudos e aplicações clínicas que demonstraram a segurança do produto. Além disso, passam por rigorosos controles de qualidade.

Pode ocorrer rejeição ao silicone?
Sim, pode ocorrer rejeição. Se acontecer isso, temos que retirar as próteses, realizar um tratamento adequado e colocá-las novamente após um período de três a seis meses.

É possível fazer exames normalmente após o implante das próteses?
Sim. Tanto o autoexame das mamas quanto a mamografia podem ser efetuados normalmente sem nenhum prejuízo ou dificuldade de visualização.

As próteses podem estourar?
Raramente isso acontece, pois as próteses de silicone são resistentes. Em situações adversas, caso a paciente sofra algum trauma ou pressão em excesso, pode estourar ou danificar, como por exemplo, em um acidente automobilístico.

É preciso trocar as próteses?
É importante lembrar que os implantes não duram para sempre; portanto, você deve considerar a possibilidade de cirurgia no futuro, se necessário. Em geral, os fabricantes recomendam a troca dos implantes a cada 10-15 anos, embora haja pacientes que mantêm ótimos resultados por períodos prolongados.

Mastopexia com ou sem prótese?  
O processo natural de envelhecimento, genética, fatores como gravidez e hábitos de vida contribuem para a diminuição do colágeno da pele e caimento das mamas. A mastopexia pode ser indicada nestas situações e tem como principal objetivo reverter a queda, reposicionar as aréolas e remover o excesso de pele, proporcionando o remodelamento das mamas. Mastopexia com prótese é indicada na paciente com escasso tecido mamário, queda das mamas e que deseja aumentá-las. Mastopexia sem prótese é indicada na paciente com tecido mamário adequado para o biótipo ou, até mesmo, aumentada e que deseja elevação das mamas. Cada caso é avaliado minuciosamente pelo cirurgião plástico.

Mitos
A Prótese de silicone abaixo do músculo faz com que a mama não caia com o tempo? 
Mito. O que faz a mama cair é o envelhecimento da pele.

Não vou amamentar após colocar a prótese acima do músculo? 
Mito. A prótese localiza-se atrás da glândula mamária e não interfere na amamentação.




Lipoaspiração e lipoescultura: entenda a diferença

A lipoaspiração caracteriza-se como um procedimento cirúrgico que visa reduzir o tecido adiposo em diversas áreas do corpo como dorso, abdome, cintura, braços, coxas e joelhos. Dessa maneira, a cirurgia pretende remover a gordura localizada, que normalmente não se consegue eliminar somente com dietas e exercícios físicos. Além disso, o procedimento permite a melhora do contorno corporal. Já a lipoescultura é uma técnica associada que utiliza a gordura retirada na lipoaspiração, que depois de aspirada é decantada e pode ser injetada nos glúteos e face, por exemplo. A finalidade é obter mais volume e contorno em determinadas áreas, realçando, modelando ou até mesmo, corrigindo sulcos e rugas.

Abdominoplastia: melhora na aparência da pele e músculos abdominais

Diferente das lipos, a abdominoplastia não busca remover a gordura localizada. O propósito dessa cirurgia é eliminar a flacidez muscular e o exc,esso de pele, posicionados no abdome. A abdominoplastia também proporciona um emagrecimento e diminuição de gordura na área, sendo que remodela a silhueta. O procedimento é feito através de um corte horizontal na linha dos pelos pubianos com extensão lateral bilateral, dura cerca de três horas, dependendo da quantidade de pele a ser retirada. O método pode ser associado a lipoaspiração e torna a região abdominal mais firme, com músculos bem posicionados, pele mais lisa e sem grande quantidade de flacidez, condições que refletem na forma e beleza corporal.

Cirurgia Plástica Pós-bariátrica: mais saúde e autoestima

Depois da cirurgia bariátrica ocorre grande perda de peso, o que reflete diretamente no volume corporal e aparência do indivíduo. Dessa maneira, pele e tecidos acabam ficando flácidos, bem como não possuem sustentação, por isso, após a bariátrica é indicado a cirurgia plástica, que visa realinhar os músculos e remover o excesso de flacidez na pele. A intervenção cirúrgica pode ser feita em todo o contorno corporal por meio das técnicas de cirurgia plástica (abdominoplastia, mamoplastia, braquioplastia ou cirurgia plástica nos braços, lifting de coxas, entre outras), sendo que melhora a forma e tonicidade dos tecidos que sustentam a gordura, deixando a pele mais lisa e uniforme, com contornos mais suaves e naturais.

Neoumbilicoplastia por Retalhos Laterais, uma técnica aperfeiçoada pelo Dr. Diego rovaris

A cicatriz umbilical (umbigo) de boa conformação está relacionada à aparência estética do abdome. O novo umbigo após a abdominoplastia deve ter boa forma, bom posicionamento, não apresentar cicatriz estigmatizante, estenose ou alargamento e deter um aspecto natural. Doutor Diego Rovaris aprimorou e sistematizou uma técnica diferenciada para pós-bariátricos: Abdominoplastia em âncora com confecção do novo umbigo através de retalhos dermocutâneos laterais. “O umbigo da paciente é retirado sendo confeccionado um novo umbigo. As vantagens desta técnica são resultados mais naturais, com diminuição do risco de alargamentos ou estenoses, possibilidade de reposicionamento e alteração da altura do umbigo”, explica Dr. Diego.


Conduta profissional ética e equipe capacitada


Boa parte do sucesso alcançado por Dr. Diego Rovaris se deve, primeiramente, pela sua conduta profissional ética, determinação, habilidades cirúrgicas e cordialidade. Em seguida, o apoio da família, o suporte de sua equipe altamente capacitada e a parceria com os hospitais, que possuem centros cirúrgicos devidamente equipados, confere maior segurança na realização dos procedimentos, além de resultados mais satisfatórios. As agendas lotadas e o aumento progressivo de pacientes motivaram a ampliação do consultório em 2018. O novo ambiente ficou moderno, humanizado e acolhedor.






Dr. Rafael Coelho

CRM-PR 29184
Anestesiologia RQE - 23340

Formou-se em Medicina na Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB)
Cursou Residência em Anestesiologia no Hospital Regional de Presidente Prudente

“Anestesiar é uma arte! Escolhemos cada medicação e dose pensando no bem-estar e segurança do paciente permitindo que a cirurgia ocorra da forma mais tranquila possível. O objetivo é trabalhar para que a pessoa acorde calma e sem dor.”




Edicléia de Freitas

Fisioterapeuta
CREFITO 207911-F
Graduada em Fisioterapia pela Universidade do Extremo Sul Catarinense
Pós-Graduação em Fisioterapia Dermatofuncional
Pós-Graduação em Fisioterapia Forense
Curso de curta duração em Treinamento em Pilates completo

“A Fisioterapia Dermatofuncional atua tanto na preparação do paciente para a cirurgia, como também no pós-operatório contribuindo para diminuir
os desconfortos decorrentes do processo cirúrgico. É uma importante ferramenta para uma recuperação mais satisfatória e eficaz.”


 


Flávio Rovaris

Designer Gráfico
Instrumentador Cirúrgico
COREN-PR 1096079
“O Instrumentador Cirúrgico atua nos bastidores, apesar do paciente quase não ter contato com ele, é o responsável por todos os materiais e equipamentos, fornecendo o instrumental cirúrgico adequado ao cirurgião no momento da cirurgia. Sua função é fundamental para que o ato cirúrgico transcorra com qualidade e segurança.”




Angelita da Silva

Técnica de Enfermagem e Instrumentadora Cirúrgica
Coren 580476










Caroline da Silva

Secretária e Acadêmica de Psicologia
 
Veja também:
Uma trajetória baseada na busca por conhecimento e excelência
Inovações tecnológicas que ampliam seu conforto no cuidado com os olhos
Dr. Julio Cesar Empinotti: o precursor da dermatologia no Oeste do Paraná
O mapa da beleza
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - Cascavel/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.